Anorgasmia

Embora atingir ambos os sexos, a anorgasmia é um problema que atinge principalmente as mulheres.

Ela se caracteriza quando o indivíduo tem dificuldade ou incapacidade de chegar ao orgasmo, em que a pessoa não consegue sentir o ponto máximo da relação íntima e passa a ter uma diminuição do desejo sexual devido à frustração.

Muitas pessoas buscam uma lista de remédios para impotência masculina e feminina e acabam fazendo o mal uso desses medicamentos que podem trazer sérios efeitos colaterais.

Por isso, nada de tomar remédios, pois o tratamento pode ser feito naturalmente e deve ter um acompanhamento médico.

Causas

A anorgasmia pode ser causado por fatores físicos ou psicológicos que surgem durante o contato íntimo e impedem a liberação de prazer que caracteriza o orgasmo, podendo causar desconforto e dor.

O fingimento do orgasmo pode ser um fator de causa da anorgasmia. Isso porque quando você fingi, você fortalece a crença de que você é incapaz de chegar ao orgasmo, ou seja, o seu cérebro passa a acreditar de que você não pode de ter um orgasmo e com isso vai ficar quase impossível de você liberar o fluxo que permite o orgasmo acontecer.

O estresse é uma das preocupações mundiais, tanto é que seu excesso pode trazer inúmeros problemas para a saúde como a anorgasmia. Isso acontece devido o estresse bloquear o relaxamento e não deixa a pessoa se concentrar no momento presente dificultando a ereção.

Além disso, o estresse é um dos causadores da falta de libido e na diminuição do desempenho sexual.

A falta de consciência corporal também pode causar a anorgasmia já que muitas mulheres nunca se tocaram e nunca pararam para explorar os prazeres que o seu corpo pode oferecer. Exatamente por isso que a ginástica íntima ajuda muito a desenvolver essa habilidade de orgasmo vaginal.

Mulheres que já foram vítimas de violência sexual necessitam de acompanhamento médico de rotina, com suporte psicológico e orientação sexual. Isso porque em vez de relaxar e aproveitar a relação sexual, a mulher pode relembrar cenas tristes que aconteceram, interferindo na libido e na ereção.

Vale destacar também que a anorgasmia pode ser causada pelo envelhecimento, por problemas físicos devido a doenças que afetam a região reprodutiva do corpo, como diabetes e esclerose múltipla.

O uso de medicamentos para controlar pressão alta, depressão ou alergias ou pelo uso excessivo de álcool e cigarro também pode causar a anorgasmia.

Como é feito o tratamento?

Tratamento contra anorgasmia

O tratamento eficaz da anorgasmia deve ser feito com o acompanhamento médico. Em muitos casos apenas as mudanças no estilo de vida e a terapia sexual já é o suficiente. O uso de medicamento deve ser feito em último caso.

Mudança na alimentação como o consumo regular de verduras, legumes e frutas podem ser muito eficazes contra a anorgasmia. O consumo regular de proteínas de alta qualidade como ovo e carne animal também podem ser bem eficazes contra o problema.

O consumo de alimentos afrodisíacos, como pimenta, canela, gengibre, banana, abacate e melancia, também podem ser eficazes já que esses alimentos ajudam no aumento da libido e da lubrificação vaginal o que contribui para o conforto e prazer na hora do sexo e favorece a ereção.

A terapia sexual pode ser eficaz contra a anorgasmia porque pode ajudar a pessoa identificar o que causa o bloqueio no momento do contato íntimo e a encontrar soluções para superar esse problema.

A psicoterapia também ajuda a avaliar problemas de infância ou fatos na vida que afetam a percepção do prazer no sexo, como repressão dos pais, crenças religiosas ou traumas causados por abusos sexuais.